Sugestões para encontrar propósito e missão de vida

Posted on Posted in Coaching

Qual o meu propósito de vida hoje?

Atualmente se fala muito no termo “flow” que é um estado de espírito, um tempo em que a atividade que estamos fazendo flui e a gente não vê o tempo passar. Estamos com a atenção plena, nosso desempenho é enorme e os resultados também. Quanto mais “em flow”, mais presente aqui e agora e vice versa. Fiquemos atentos para a pergunta: o que me causa esse estado de “flow”? Quando não vejo o tempo passar?
Podemos fazer uma lista com essas atividades para estudar quando estamos naturalmente conectados com o presente exercendo alguma atividade. Vamos assim ter algumas PISTAS sobre o nosso propósito maior. Aquilo que dá sentido à nossa existência, aquilo que nos motiva a acordar e seguir em frente. Nem sempre existe essa conexão, mas muitas vezes sim.

Dentro da espiritualidade, que faz parte das minhas crenças e de tudo o que eu escrevo, o maior propósito que podemos ter de maneira geral, é expressar nosso maior e melhor “parte”, nosso “eu superior”, nosso lado mais saudável. Por isso podemos nos perguntar, o que o melhor de mim faria neste momento? A resposta nos dará outra pista sobre como agir dentro do nosso propósito. O propósito é amplo, é razão de ser, é algo que mobiliza corpo e alma.
Algumas perguntas podem nos ajudar a descobrir nosso propósito:

Quais impactos causamos e pretendemos causar nas pessoas, na sociedade e no mundo ?
Quais temas são grandes causas para nós?
Quais valores e comportamentos amamos (e quais aqueles que repudiamos)?
O que queremos deixar de “legado” em nossa comunidade?

A resposta deve gerar sentimentos genuínos. Não podem ser respostas apenas racionais porque essas poderão sugerir ideias sobre como “deveria ser” dentro de um sistema de crenças do subconsciente relacionado ao superego. Queremos a verdade e não o que pai, mãe ou outra autoridade gostariam que fosse em algum momento do passado.

Agora vamos incluir a missão. As missões dizem respeito às ações que teremos que ter, para atender o nosso propósito. As missões são concretas e existem 3 níveis de missão.

A missão que tem a ver comigo, que vai impactar nos meus desejos e bem estar.
A missão que tem a ver com as pessoas próximas que eu amo e vai beneficiá-las.
A missão que gera resultado em uma comunidade.

Quais as suas missões? Qual está mais forte atualmente em você? Voltada para onde? Não existe certo e errado, na verdade, o que gera mais resultado é quando sabemos em qual nível de missão estamos.
Cada missão tem o seu tempo de maturação e desenvolvimento.

A nova geração de colaboradores em geral não aceita mais fazer sem propósito. Estarem desconectados de significado não é mais uma opção. Antigamente não se falava em propósito porque não era considerado algo importante. Hoje se fala muito porque as pessoas estão PRECISANDO encontrá-lo em sua vida. Fazer com vontade, dedicação, prazer, fazer bem feito, fazer melhor.

Resumindo então, esse texto foi uma especie de texto coaching, que só vai servir para o leitor que começar a buscar as respostas. Eu mesma enquanto escrevo aproveito para buscar em mim novas informações sobre meu propósito e minha missão. O que posso fazer mais e o que devo fazer menos (delegar)para encontrar mais satisfação no meu trabalho?
Como estar cada vez mais alinhada as minhas verdades?

Quem quiser me escreva, compartilhe suas descobertas e principalmente, aja.

Graziela Bergamini

Psicologia e Coaching

www.grazielabergamini.com.br
Tel: 11 963250757

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *